Psicóloga Gizelle Schmitt - Psicologia Itajaí - Avalliare - WhatsApp 47 98400-0012
PERGUNTAS FREQUENTES

Qual é a frequência das sessões com um psicólogo?

As sessões são sempre semanais. Em alguns casos é realizada quinzenalmente, geralmente somente após um período de alguns meses de acompanhamento psicológico. Na terapia sexual a frequência das sessões costuma ser maior e é definida em conjunto com o psicólogo.

Como escolher o psicólogo ideal para mim?

Você deve escolher um psicólogo que se adeque ao seu estilo e objetivos. Todo psicólogo é um ser humano também e tem sua própria personalidade, além da linha teórica que escolheu seguir, e isso tudo influencia no processo psicoterapêutico. Por isso é importante fazer psicoterapia com um profissional que você realmente se sinta à vontade e que você confie.

Na dúvida sobre qual psicólogo escolher, busque saber também a sua qualificação, se já fez formações, pós-graduações, se costuma fazer cursos e participar de congressos, ou seja, se está sempre se atualizando. A qualificação e atualização constante é essencial para um bom psicólogo.

Que benefícios posso ter com o acompanhamento psicológico?

Embora cada caso seja particular, em geral, os benefícios que você pode esperar do processo psicoterápico são:

  • Autoconhecimento;
  • Entendimento sobre suas emoções e comportamentos;
  • Melhoria na autoestima;
  • Mais satisfação com a vida;
  • Superação de conflitos internos;
  • Segurança na tomada de decisões;
  • Facilidade em lidar com situações adversas do dia a dia;
  • Resolução de conflitos e/ou dificuldades relativas a áreas específicas;
  • Desenvolvimento de habilidades interpessoais como: empatia, capacidade de comunicação, assertividade, etc.;
  • Desenvolvimento da resiliência para aumentar a tolerância e a capacidade de crescer com as dificuldades que a vida impõe.

Quantas sessões são necessárias para um acompanhamento ou tratamento?

Essa pergunta é bem difícil de responder, pois não existe uma regra ou padrão, ou seja, não tem como estabelecer a duração. Há pessoas que permanecem 3 meses, 6 meses, outras 1 ano, algumas ficam por até 2 anos ou mais. Há também aqueles que fazem psicoterapia porque querem se conhecer melhor, permanecendo por alguns anos e, nesse caso, a duração vai depender da pessoa querer continuar ou não. Ou seja, os fatores para a duração da terapia psicológica são vários.

A psicoterapia é um processo, e como todo processo, não acontece do dia para a noite. Alguns buscam a psicoterapia para um problema específico que o incomoda e, nesses casos, o processo acaba sendo mais rápido. Porém, quando há diversos fatores ou um problema instalado há muito tempo, a duração vai ser maior. Mas, cada caso é um caso. O que dá para garantir é que, com o comprometimento do paciente (ou cliente), com a real vontade de estar ali na sessão de psicoterapia (digo isso porque alguns vão ao psicólogo porque outra pessoa pediu e não porque realmente quiseram), é possível conseguir muitos avanços!

O que importa mesmo é você estar disposto a participar do processo terapêutico, sem se preocupar tanto com o tempo que levará para essa trajetória acontecer!

Quando devo buscar a terapia de casal?

A terapia de casal é para aqueles que querem pensar sobre o relacionamento conjugal.

É indicada em duas situações: a primeira é como prevenção, para aqueles casais que não estão em conflito, mas querem se conhecer melhor enquanto casal e melhorar a qualidade do relacionamento. A segunda situação é quando o casal está em conflito e não conseguem mais resolver sozinhos, nesse caso o terapeuta ajuda a provocar a reflexão, sendo um facilitador da comunicação, que poderá ajudar o casal a encontrar as respostas para as angústias e dúvidas relacionadas à vida a dois.

A terapia de casal é um processo em conjunto e exige que os dois lados da relação estejam dispostos a fazer a terapia, sendo essa a condição básica para se iniciar o processo psicoterapêutico. Ou seja, se somente um dos dois quer fazer a terapia de casal, não é possível, já que exige o esforço e comprometimento dos dois.

O que é terapia sexual?

É uma modalidade de atuação clínica que trata da sexualidade do indivíduo ou do casal, com o objetivo de tratar alguma disfunção ou queixa sexual, contribuindo para a melhoria da satisfação sexual e da qualidade de vida.

Qual é a diferença entre psicólogo e psicanalista?

O psicólogo é o profissional que fez o bacharelado em Psicologia por 5 anos e obteve o seu registro profissional pelo Conselho Federal de Psicologia, órgão que regulamenta e fiscaliza a profissão. É possível ser psicólogo e ter estudado e realizado a formação em psicanálise e, nesse caso, ser um psicólogo psicanalista.

No entanto, o psicanalista é aquele que estudou psicanálise, independente de ter feito uma graduação/faculdade em psicologia ou não.

A psicanálise é uma linha teórica/abordagem teórica, ou seja, não é única. Há diversas outras abordagens, como psicodrama, gesltat-terapia, abordagem centrada na pessoa, terapia cognitivo-comportamental, dentre muitas outras.

Ou seja, pode haver um psicólogo que tenha estudado e escolhido ser psicanalista, mas nem todo psicanalista é um psicólogo. Por isso, ao buscar um profissional, procure saber se ele fez a graduação em Psicologia, pois isso é extremamente fundamental para obter bons resultados no seu tratamento.

Qual é a sua abordagem / linha teórica?

Eu estudei por muitos anos a Gestalt-terapia e nos últimos anos tenho estudado mais sobre Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC). Sempre falo que utilizo o que vejo de melhor nas duas abordagens teóricas, mas predominando as técnicas da TCC.

Como funciona a primeira sessão de terapia individual?

Essa é a dúvida de muita gente! Muitos ficam inseguros sobre o que falar ou por onde começar a falar. A primeira sessão, na verdade, costuma variar de acordo com cada pessoa que busca o atendimento. Há aqueles pacientes que chegam já dizendo o motivo de buscarem o profissional. Outros chegam quietos e ansiosos, sem saber o que dizer. Nesse último caso, o psicólogo vai fazer algumas perguntas, para conhecer melhor o paciente e buscar meios para ele falar sobre aquilo que o incomoda. Independente de como vai fluir a primeira sessão, é importante saber que o consultório é um espaço seguro para você falar o que pensa e o que sente, sem precisar se preocupar com julgamento do profissional. Quanto mais você se abrir e falar o que realmente se passa com você, melhor e mais fácil será o tratamento. Mas se você tiver dificuldade para falar, saiba que o psicólogo é o profissional capacitado para te ajudar a falar sem medo.

Como funciona a primeira sessão de terapia de casal?

A primeira sessão é realizada sempre com o casal. O único requisito que eu coloco para agendar a sessão é que os dois estejam dispostos a iniciar o tratamento. Se somente um dos dois tem o interesse em fazer a terapia, não tem como fazer um tratamento.

No primeiro atendimento, o psicólogo vai fazer algumas perguntas para conhecer brevemente a história do casal e para saber o motivo que os trouxe para a terapia, para então traçar um plano de tratamento específico para aquele casal.

O que é o contrato terapêutico e para que serve?

O contrato terapêutico é um documento necessário para todo início de terapia. Ele pode ser verbal ou escrito. No meu caso, utilizo o escrito, que eu entrego na primeira sessão, e faço um resumo verbal sobre ele. Esse contrato é extremamente importante para que você saiba algumas regras sobre os atendimentos em relação à frequência, o sigilo nos atendimentos, dentre outros.

É possível fazer o tratamento por plano de saúde?

No momento não atendo por convênios nem planos de saúde, somente particular. No entanto, quem tem plano de saúde e quiser se consultar comigo, pode tentar o reembolso de parte do valor com o plano de saúde.

Todos os convênios e planos de saúde trabalham com reembolso?

Não, porém a maioria dos planos oferecem essa opção.

Como funciona o reembolso das sessões particulares com o meu plano de saúde?

Para essa informação é necessário primeiramente entrar em contato com a sua operadora de plano de saúde para verificar como você irá solicitar esse reembolso. No meu caso, faço a emissão da nota fiscal das sessões a cada mês, que você poderá utilizar para tentar esse reembolso com o plano de saúde e também para sua declaração de imposto de renda, para uma possível restituição de IR.

É possível saber o valor do reembolso antes de agendar a consulta?

Sim, mas para isso você precisará entrar em contato diretamente com o seu plano de saúde.

Qual é o valor das sessões e as formas de pagamento?

O valor da sessão não pode ser informado em sites ou redes sociais, de acordo com o Código de Ética da profissão. Porém, você pode obter essa informação com a minha secretária no telefone (47) 3021.6112 (no horário das 9 às 12h e das 13:30 às 18:30) ou através do meu whatsapp (47) 98400.0012.

As sessões podem ser pagas em dinheiro, por meio transferência ou de cartão de débito ou crédito em 1x.

Qual é o tempo de duração de uma sessão / consulta?

A duração da sessão pode ser diferente de acordo com cada profissional, porém, há um certo consenso no mundo inteiro de fazer a sessão no tempo de 50 minutos, que é o tempo que eu também utilizo. Em algumas situações, pode acontecer de encerrar um pouco antes ou durar um pouco mais, a depender do andamento da sessão.

É importante estar ciente de que o tempo da sessão não determina a qualidade do atendimento, mas sim as técnicas a intervenções que o psicólogo utiliza, como também do seu compromisso nos atendimentos.

É possível fazer o atendimento na modalidade online?

Sim, em alguns casos eu faço o atendimento online. Para mais informações entre em contato através do meu whatsapp (47) 98400.0012.

Tudo que eu falar na sessão ou consulta psicológica será confidencial?

Sim. O sigilo faz parte de qualquer atendimento com psicólogos, inclusive consta no Código de Ética Profissional do Psicólogo.

O que faz um tanatólogo?

Podemos começar trazendo o conceito de Tanatologia. A palavra é derivada de Tânato, que na mitologia grega era a personificação da morte, junto ao sufixo Logia, que significa estudo. Ou seja, Tanatologia é a ciência que se preocupa com os processos emocionais e psicológicos das pessoas que perderam, não apenas na perda por morte, mas em qualquer tipo de perda.

O tanatólogo, profissional com formação em Tanatologia, é aquele que trabalha com os processos de perdas e luto, tanto de modo individual, como também em grupos.

Esse profissional poderá atuar com formação de profissionais, psicoeducação a respeito do tema, como também atuar com pessoas que passaram por algum tipo de perda: de um emprego, divórcio, mudança de cidade, morte de um ente querido, dentre outras.

Nem toda pessoa que passa por alguma perda necessariamente precisa de acompanhamento psicológico, mas a ida ao psicólogo é indicada quando há uma dificuldade de lidar com a perda, afetando de modo significativo a vida da pessoa. A psicoterapia, nesse caso, irá auxiliar a pessoa a falar, a vivenciar o sofrimento, retomar suas atividades cotidianas, se reestruturar em termos emocionais e ressignificar a perda!